garrafasvoadoras
  • Informações da Banda

    garrafasvoadoras

    Garrafas Voadoras Estávamos reunidos pela primeira vez numa manhã de sábado, no antigo local de ensaio, fazendo os primeiros ensaios com a \"banda\", o que não acontecia porque quase ninguém se conhecia e não havia entrosamento. Mas quando o estômago falava mais alto e era a hora da comida, aí funcionava direito (risos). Tinha uma padaria perto dali que fazia um pão de queijo muito bom e por apenas 10 centavos a unidade. SABE O QUE É ISSO?!?! Pão de queijo que não acaba mais. Você dá uma nota de dois e compra vinte... VINTE!!! Pois é... A rota já estava traçada para a padaria no momento em que soubemos do preço. Chegamos lá, pedimos 40 pães de queijo e uma ****-cola 2 litros (não pagam nada para nós fazermos propaganda dessa empresa, pelo menos até agora). No caminho de volta, levamos a garrafa, vazia, para tentar fazer manobras estupendas com ela, o que não deu muito certo. Nessa banda, há alguns integrantes um pouco mais agitados com idéias mirabolantes, como por exemplo, acenar para desconhecidos, falar besteira ao passar na frente do lar dos pinguços, jogar coisas em outras coisas, fazer barulhos estranhos e outros segredos que não serão revelados em breve. Mas vamos ao que interessa. O porquê do nome para essa bendita banda. A garrafa que levamos da padaria, foi usada como foguete, bola de futebol, taco de beisebol, clava e qualquer coisa inútil para o momento. Simplesmente, como o mundo não é mais tão limpo quanto antes, também esbarrávamos com lixo no chão do tipo reciclável, como outras garrafas, latas, tampinhas e afins. Até que alguém teve uma idéia incrível de chutar uma garrafa (de vidro) pro além e deixar ela se espatifar no chão e fazendo um barulho um tanto quando alto. Para melhorar a situação, havia pessoas por perto que olhavam para nós com medo. Chegando de volta no Studio, fomos tocar algumas músicas para encerrar o ensaio, e a mãe de nosso anfitrião trouxe mais uma garrafa 2 litros de ****-cola para beber. Depois de vazia ela foi usada para ser tacada nos outros enquanto tocávamos para testar suas habilidades de defesa, o que deixou algumas marcas roxas. Mas enfim, quem se importa, o importante é fazer música.

    Integrantes:
    Gabriel Felipe Geisler (18 anos) - Baixista

    Marlon Lopes da Silva (17 anos) - Guitarrista / Vocalista

    Nathan Couto Domingos (16 anos) - Baterista

    Telefone: (47) 3327-1540
    E-mail: marlonlopesdasilva@gmail.com

    Origem: Blumenau - sc (Brasil)

    Residência: Blumenau - sc (Brasil)

    Estilo
    Rock

    Redes Sociais

  • Fotos

  • Músicas

  • Vídeo